fbpx
4 de outubro de 2021

TST VALIDA ACORDO ENTRE HOTEL E TRABALHADOR SEM RECOLHIMENTO DE INSS

A 6ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho considerou válido um acordo homologado em juízo entre a Mucugê Village Resort Hotel S.A., de Belo Horizonte, e um administrador de obra, e afastou a incidência de contribuições previdenciárias sobre o valor acordado.

Como não houve o reconhecimento de vínculo de emprego, o colegiado concluiu que o valor não fora fixado de forma genérica, tratando-se de parcelas devidamente discriminadas de natureza indenizatória.

Após ajuizar ação trabalhista, o administrador fez acordo extrajudicial com a empresa, pelo qual receberia R$ 145 mil, em cinco parcelas, relativos a indenizações ou reembolsos discriminados por custos de deslocamento, alimentação, moradia, despesas com contador, tributos e danos morais.

Ficou convencionado, ainda, que não haveria o reconhecimento do vínculo de emprego. A pedido do trabalhador, o acordo foi homologado pelo juízo da 29ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, sem a incidência de recolhimentos previdenciários e fiscais.

O Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, entretanto, ao analisar recurso ordinário da União, entendeu que a ausência do vínculo não afasta a condição de segurado obrigatório do administrador e que a não incidência da contribuição seria uma tentativa de burla à legislação previdenciária.


Saiba mais: https://www.conjur.com.br/2021-set-19/tst-valida-acordo-entre-hotel-trabalhador-recolhimento-inss

marketing

Outras Notícias